Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
13/09: Especial novena da Padroeira

13/09/2010

Hoje, dia 13 de Setembro, oitavo dia da novena de Nossa Senhora da Soledade. É com imensa honra que recebemos nosso querido Pe José Almeida, que mesmo em sua fragilidade continua firme vivendo fielmente seu sacerdócio e transmitindo os ensinamentos da Santa Igreja com grande amor e dedicação.

Para começar, padre José conta que dividiu em duas partes o tema da noite. Na primeira parte ele fala sobre Maria mãe de Jesus, já na segunda parte fala de Maria no aspecto de Mãe da Igreja. Diz ele que na narração de Lucas evangelista o povo esperava a vinda do salvador, mas o salvador estava demorando para vir. Maria, uma mulher digna e seguidora fiel do judaísmo, assim como todos, também pedia a Deus em suas orações a vinda do Messias que seria o grande salvador do mundo. Mal sabia ela que seria a escolhida para tamanha responsabilidade. Foi que, entre estas orações que o anjo lhe apareceu dizendo "Ave cheia de graça, o Senhor esteja convosco, bendita és tu entre as mulheres..." enfim, o Anjo anunciou que ela seria a mãe deste salvador. Maria, este exemplo de obediência respondeu "Eis aqui a serva do Senhor, faça em mim segundo vossa palavra". Com esta resposta, Maria estava assumindo já todo o calvário que enfrentaria na vida. Sua vida não foi nada fácil. Ela não era casada, e sabia que a morte a esperava caso José, seu noivo, não assumisse a criança. Mas Deus em sua perfeição contou a José em sonhos, e este, um homem justo aceitou Maria como esposa e Jesus como seu filho adotivo.

Pela obra do Espírito Santo, Maria se tornou a Mãe de Jesus. E como mãe, provavelmente era muito dedicada, amava sem medidas, chorava ao ver o filho cair, sorria ao vê-lo fazer alguma travessura de criança, dava-lhe uns puxões de orelha quado necessário. E assim, como as mães que temos hoje em dia ela sofreu ao ver seu filho no caminho do calvário, sofreu em saber que a hora dele estava chegando.

A segunda parte da homilia foi para falar de Maria como mãe da Igreja. Pe José nos fala que Jesus, na cruz, provavelmente pensou: "Com quem deixarei minha mãe?, ela é viúva, não tem outros filhos, ou seja está completamente sozinha". Foi quando disse a João: "Eis aí tua mãe, mãe, eis aí o teu filho". Foi exatamente neste momento que Maria se torna mãe da Igreja, pois foi seu próprio filho Jesus que a deixou em nossos cuidados, João ali representa toda a humanidade, e a Igreja que se inicia com a descida do Espírito Santo após a morte de Cristo.

Para encerrar nos fica a pergunta: Qual a nossa devoção por Nossa Senhora? Será que  a amamos verdadeiramente como mãe?

Devemos transformar nossa devoção em formas concretas de amor. Venerar a Virgem santa sempre, em todos os momentos de nossa vida e não somente uma vez por ano em sua novena. Concretizar nossa devoção é, acima de tudo vivermos seguindo os passos dela, sabendo dizer nosso sim como fez Maria. Dizer um sim verdadeiro, nos entregar-mos de fato a este Deus tão misericordioso, e deixar que Ele viva em nós, deixar nossas ações serem, de fato, guiadas por ele que é o Caminho a Verdade e Vida.

Frase do dia: "A novena é um tempo forte pra pedirmos a presença e proteção de Maria todos os dias e horas de nossa vida seja nas tribulações  como nas alegrias". (frase dita por dona Lázara Docarmo Pereira, que é ministra Extraordinária da Eucaristia)                 

Organização: PASCOM (Pastoral da Comunicação)

Voltar

 
| Política de privacidade © 2009 Paróquia Nossa Senhora da Soledade. Todos os direitos reservados.