Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
18/09: Especial Novena da Padroeira

19/09/2010

Hoje, dia 18 de Setembro, nosso penúltimo dia da festa de Nossa Senhora da Soledade, tivemos o orgulho de receber em nossa comunidade paroquial o Pe Luiz Antonio, que é da Paróquia de São Bento, em nossa diocese.

Para começar, padre Luiz nos fala que Deus é e deve ser nosso único Senhor, porém, nosso sociedade globalizada nos diz que temos que ter tudo, quanto mais temos, "melhores" somos. O lucro a qualquer custo não faz parte do plano de Deus e isto deve estar bem claro entre nós. Não há maneira alguma de servirmos a dois senhores, deste modo, não há como vivermos seguindo a risca o que prega a sociedade consumista e dizendo sermos cristãos. Isso não significa, de forma alguma, que não podemos ter dinheiro, e nossos próprios anseios econômicos de melhorar de vida, mas, algo muito forte falado pelo padre é que: "quanto mais nós temos, maior é  nossa obrigação em ajudar o próximo". Muitas vezes é difícil pensar assim, a própria mídia vive nos dizendo o que comprar, como e onde comprar, mas precisamos parar pra pensar e ver, de fato, o porque queremos comprar algo, se é por necessidade ou pelo mero prazer de ter mais.

O Evangelho deste dia, Jesus constata que os filhos do mundo são mais espertos para os negócios do que os filhos da luz. Nas situações adversas muitas vezes nos tornamos cristãos desanimados, mas devemos saber usar a criatividade para anunciar o Evangelho. Esta é a vontade de Cristo, Ele quer cristãos dispostos a trabalhar, Ele busca pessoas dispostas a saírem do comodismo e buscar coisas novas. Mudar é difícil, é complicado, pois, em qualquer tipo de mudança existem aquelas pessoas que preferem ficar no habitual, e até dizem que da maneira que andam as coisas, está bom. Mas nossa misão enquanto cristãos é sermos sinal de Deus no mundo. É preciso que saibamos olhar melhor para o mundo e entendermos o que realmente é necessário ser feito para que haja uma mudança significativa, e que sejamos, de verdade este sinal de Deus no mundo.No Evangellho percebemos também um conselho de Jesus. Ele diz que não podemos servir a Deus e ao dinheiro, pois quando temos dois senhores, amamos mais a um do que o outro, servimos melhor um do que o outro. Se formos pensar bem é muito mais fácil servir ao dinheiro, pois a mídia e toda esta sociedade consumista nos ajudam a servirmos bem o dinheiro. Servir Deus não é tão fácil assim, pois o próprio Cristo nos disse ser  porta estreita. Mas de uma coisa tenho total certeza: O caminho de Deus pode ser mais duro, difícil, mas é o caminho que nos traz a felicidade por completo, enquanto o dinheiro só nos traz alegrias efêmeras. Um exemplo claro disso é que, se temos o sonho de comprar um carro zero, aquele da marca x, caríssimo, podemos sonhar com este automóvel uma vida inteira, e quando compramos, após poucos dias já não nos importamos tanto com ele, ele já deixou de ser zero e pra mim não é tão grandioso quanto o via nas vitrines das lojas de carros.

O fato de trazer alegrias momentâneas não é o grande Q da questão, mas, quando endeusamos o dinheiro, o transformamos em algo maiso do que Deus, enfim, quando nos obssecamos pelo dinheiro, nos tornamos escravos dele, e neste momento, roubar e matar se torna algo corriqueiro, normal, afinal de contas, o quanto maior o lucro melho. Trazendo mais para o dia-a-dia, quando escolhemos servir ao dinheiro, é quando decidimos trabalhar, trabalhar e trabalhar, abdcar do tempo com a família por consequência dos negócios, abdicar de um tempo de descando para se conseguir mais dinheiro. Isso prejudica a família inteira, prejudica a saúde, e no final, não adianta de muita coisa, pois, no fim das contas, o rico e o pobre, se tornará pó, e é no momento em que não tiver mais sopro de vida que a pessoa será indagada se servio a Deus ou a dinheiro.

O sentido do Evangelho, como já dito, não é implorar para que ninguém tenha dinheiro, mas, o fato é que, não podemos ser tão apegados às coisas materiais. E nosso dever é sempre ajudar aos mais necessitados, pois estes precisam de nossa ajuda e são nossa responsabilidade.

Para finalisar Pe Luiz Antonio pede a intercessão de Nossa Senhora para que saibamos administrar melhor os bens materiais que possuímos, e assim, saibamos ajudar nosso irmãos necessitados, de maneira a levar o Evangelho a estas pessoas, e unidos qprendamos a viver naturalmente os ensinamentos Revelados por Deus a nós.

 Organização PASCOM (Pastoral da Comunicação) 

Voltar

 
| Política de privacidade © 2009 Paróquia Nossa Senhora da Soledade. Todos os direitos reservados.